14.2.17

Armário cápsula: como desapegar?


A gente já mostrou aqui no blog algumas dicas de como começar a organizar um armário cápsula, mais minimalista e organizado, e várias leitoras comentaram o quanto gostam da ideia, mas têm dúvidas ou acham impossível se desapegar das roupas. A verdade é que não há uma regra de quantas peças mínimas o seu guarda-roupa deve ter, mas SIM, É POSSÍVEL. Embora a Caroline Rector, idealizadora do Un-Fancy, tenha lançado o desafio de ter apenas 37 peças por estação, é importante considerar qual o mínimo que o seu estilo de vida torna viável (lembrando que roupas íntimas, de festa e de academia não entram na contagem). Por exemplo: se você precisa de um look diferente para cada dia da semana, mas não tem tanto tempo de lavar roupa durante a semana é um caso a repensar.

Mais importante que a quantidade de peças é a funcionalidade do armário cápsula. Uma dica que ajuda muito é a proporção de 5 pra 1, ou seja, cinco peças de cima para cada peça de baixo. Por isso é tão importante pensar se as roupas que você tem combinam entre si e criar uma paleta de cores que torne tudo ainda mais harmônico. Isso não impede de ter peças estampadas e/ou coloridas. Mais uma vez: o mais importante é a quantidade de combinações, e não de peças, que o que você tem te permite criar.

Bom, a primeira parte é tirar tudo do armário. Tudo mesmo. Eu sei que muita gente já pensa em desistir só de imaginar as roupas empilhadas em cima da cama e o trabalhão para colocar tudo de volta no armário depois, mas acredite: assim fica muito mais fácil de visualizar o que fica e o que deve sair. Algumas perguntas simples podem te ajudar nesse processo, ó:

1. Usei nos últimos doze meses?
2. Me sinto confortável quando visto?
3. Favorece meu corpo?
4. Está em boas condições de uso?
5. É um clássico ou modinha datada?
6. Se aplica a regra do 5x1 (cinco peças de cima para uma de baixo)?
7. Tem algum apego sentimental?
8. Representa quem eu sou?

Se a resposta for "sim" para todas essas perguntas, vale a pena deixar a peça no armário. O que você mantém só por apego sentimental deve ser reconsiderado: afinal, vale mesmo a pena manter a roupa guardada sem usar só por isso ou o mais importante é a lembrança que ela traz? Se ainda assim tiver dúvidas, pode guardar até a próxima organização.

Por fim, as peças que não quiser mais, pode doar ou fazer um bazar e aproveitar o dinheiro arrecadado para comprar novas peças para o armário cápsula. Outra ideia legal é trocar com as amigas ou em alguns projetos alternativos, como o Projeto Gaveta.

Uma vez decidido quais peças você pretende continuar usando, a próxima etapa é ver como as roupas conversam entre si. É nesse exercício que a gente se dá conta do que ainda está faltando no nosso guarda-roupa. O ideal é fazer uma lista do que você precisa e juntar o dinheiro para comprar na próxima estação (já que a ideia original do armário cápsula é ficar três meses sem gastar nada). Mas se for algo muito urgente, você pode comprar durante a estação. Parece mais fácil agora? No próximo post a gente vai mostrar quais peças curinga você deve ter no armário pra nunca mais repetir aquela célebre frase "Socorro, eu não tenho o que vestir!".

Um comentário:

  1. Eu já pensei seriamente em ter um armário cápsula porque acho lindo o estilo minimalista de quem tem mas eu não conseguiria, faz parte do meu estilo uma confusãozinha, hahah
    Adorei o post, está bem esclarecedor :))
    Beijo!

    Sorriso Espontâneo

    ResponderExcluir

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...