Cinco trilhas sonoras favoritas

17.5.17

Hoje vim compartilhar aqui no blog algumas das minhas trilhas sonoras favoritas. Eu amo soundtracks e uma das minhas "manias" é escutar trilhas sonoras dos filmes antes de assisti-los. Geralmente faço isso quando estou sem tempo de assistir a um filme que eu queira muito. Como gosto de ouvir música enquanto estudo ou faço outras tarefas, é uma boa maneira de lidar com as expectativas, além de descobrir artistas novos. A melhor parte é que, mesmo já sabendo quais músicas tocam quando finalmente assisto ao filme, é sempre uma surpresa agradável saber em quais cenas elas se encaixam e contribuem para a narrativa das histórias. (Além de ficar ouvindo várias e várias vezes depois, lembrando das cenas favoritas.) 

Boyhood: Da Infância à Juventude (Boyhood, 2014)


Esse filme ficou bem famoso pelo tempo que levou pra ser produzido (12 anos!) e conta a história de Mason e todas as mudanças provocadas durante sua transição da infância até a juventude, como seu relacionamento com os pais divorciados, suas descobertas e experiências. A trilha sonora reúne várias das minhas bandas favoritas: Arcade Fire, Coldplay, The Hives, The Flaming Lips, Vampire Weekend, The Black Keys e Foster The People (ufa!), além de Britney Spears e Lady Gaga.

(500) Dias com Ela (500 Days of Summer, 2009)


Quem não conhece a famosa cena e os vários memes da conversa no elevador em que a Summer (Zooey Deschanel) puxa assunto com o Tom (Joseph Gordon-Levitt) dizendo que ama The Smiths? Segundo o próprio narrador, é uma história sobre o amor, e não de amor e narra a retrospectiva de Tom sobre seu relacionamento com Summer. O filme é um clássico indie e é recheado de The Smiths e outras bandas, como Regina Specktor e Hall & Oates. 


Submarino (Submarine, 2010)



O filme narra as aventuras de Oliver (Craig Roberts), um garoto tímido, antissocial e de imaginação fértil apaixonado por Jordana (Yasmin Paige). Além das descobertas e conflitos típicos da adolescência, Oliver se envolve em várias aventuras enquanto tenta conquistar Jordana e reconstruir o casamento desgastado de seus pais. A trilha sonora foi toda produzida pelo Alex Turner, vocalista do Arctic Monkeys, e é um dos melhores trabalhos dele. Uma das faixas ("Piledriver Waltz"), inclusive, está no álbum da banda Suck It And See, lançado em 2011.


Mesmo Se Nada Der Certo (Begin Again, 2013)


O que mais me fascina na trilha sonora desse filme é a voz fofinha da Keira Knightley, porque até então eu não sabia que ela cantava. Ela interpreta Gretta, uma compositora que conhece um produtor musical (Mark Ruffalo) que decide financiar a gravação de seu disco. Quase todas as músicas são cantadas pela própria Keira, além do Adam Levine, que interpreta o namorado dela. Uma das faixas, "Lost Stars", concorreu ao Oscar de Melhor Canção em 2015. Um amorzinho do início ao fim. <3


As Vantagens de Ser Invisível (The Perks of Being a Wallflower, 2012)


Charlie (Logan Lerman) é um adolescente depressivo que escreve cartas a alguém desconhecido contando seus traumas e descobertas. Sua vida muda totalmente ao conhecer Sam (Emma Watson) e Patrick (Ezra Miller). O filme foi adaptado ao cinema pelo próprio autor do livro, Stephen Chbosky, e uma cena em especial me faz amá-lo demais [spoiler alert]: a famosa cena do túnel em que toca Heroes, do David Bowie. Além de Bowie, também tocam The Smiths, Sonic Youth e New Order.



Bom, há muitos outros filmes que eu amo e que tocam músicas muito marcantes. E vocês? Alguma das trilhas sonoras favoritas de vocês está na lista? 

You Might Also Like

1 comentários

  1. Mesmo se nada der certo é lindo demais <3 Filme, trilha, Adam Levine, tudo tudo <3 rs

    ResponderExcluir

Seguidores

Google+